musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - SELEçãO CAPIBA - ANTONIO NóBREGA - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Seleção Capiba letra


De chapéu-de-sol aberto
Pelas ruas eu vou.
Eu vou e venho pra onde,
Não sei.
Só sei que carrego alegria
Pra dar e vender.

Espero o ano inteiro
Até chegar fevereiro
Para ouvir o clarim clarinar
E a alegria chegar.
Essa alegria que vem em mim
Parece que não terá fim.
Mas, se um dia o frevo acabar,
Juro que vou chorar.

Oh! bela
Você diz que ela é bela,
Ela é bela, sim senhor.
Porém poderia ser mais bela
Se ela tivesse o meu amor.

Bela é toda natureza, oh! bela,
Bela é tudo que é belo.
O perfume de uma rosa,
O sorriso da criança,
O que fica na lembrança.

Bela é ver o passarinho, oh! bela,
Indo em busca do seu ninho, oh! bela.
Todo mundo se amando
Com amor e com carinho
Uns chorando e outros sorrindo de amor.

Cala a boca, menino
Ouvi dizer que numa mulher
Não se bate nem com uma flor.
Loura ou morena não importa a cor,
Não se bate nem com uma flor.
Já se acabou o tempo
Que a mulher só dizia então:
Xô galinha!
Cala a boca, menino!
Ai, ai, não me dê mais não!

Frevo e ciranda
Eu fui pra praia do janga
Pra ver a ciranda no seu cirandar.
O mar estava tão belo
E um peixe amarelo eu vi navegar.
Não era peixe, não era,
Era yemanjá, rainha,
Dançando a ciranda, ciranda,
No seu cirandar.

Trombone de prata
Ouvi dizer que o mundo vai-se acabar,
Que tudo vai pra cucuia,
O sol não mais brilhará.
Mas se me derem
Um bombo e uma mulata,
E um trombone de prata,
O frevo bom viverá.
Pode acabar a vergonha,
Pode acabar o petróleo
Pode acabar tudo enfim,
Mas deixem o frevo pra mim.

Antonio Nóbrega - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br